SportLife

Mostrar items por tag: Exercício

Exemplo de Agachamento - Vídeo

Sábado, 23 Janeiro 2016 01:39

agachamentoExemplo de Agachamento

 

Este é o primeiro vídeo de uma série de vídeos que vamos passar a partilhar com dicas para melhorares o teu treino.

 

Aproveita e partilha com os teus companheiros de treino.

 

 

Um parceiro desportista melhora a saúde

Quarta, 09 Fevereiro 2011 16:52

pe0074652Se vives com alguém que faz exercício, é mais fácil manter a forma. De acordo com um novo estudo realizado na Universidade de Pittburgh, a boa forma física do parceiro, especialmente da mulher, pode aumentar a tua saúde.

Ao analisar os casais mais velhos, se as mulheres treinavam pelo menos 3 vezes por semana era mais provável que os seus companheiros também fossem activos. Isto não acontecia quando as mulheres não seguiam um programa de exercício constante.

Além disso, quando os casais seguiam juntos um programa de fitness, 94% não falhavam e eram constantes.

Um ponto extra é que o exercício aumenta a vida sexual na medida em que melhora o fluxo sanguíneo e produz a libertação de endorfinas, que te mantêm de bom humor, pelo que treinar a dois pode ser mesmo o segredo para uma boa relação.

Vamos a um burpee?

Sábado, 25 Junho 2016 14:40

burpeeBurpee

 

Aqui fica mais um vídeo onde podes aprender como fazer corretamente um burpee.

 

Aproveita e partilha.

Flexões... fazes?

Sexta, 29 Abril 2016 14:52

flexãoFlexões de braços

 

Segue estas dicas para fazeres flexões de braços.

 

É só vantagens!

Não te esqueças dos lunge

Sexta, 29 Abril 2016 14:57

lungeLunge

 

Pernas para que te quero... vamos ao lunge?

 

Não desistas, continua!

Prancha

Sexta, 29 Abril 2016 15:02

pranchaPrancha

 

Incluí as pranchas na tua lista de exercícios!

 

Vai uma?

A Sport Life estabeleceu uma parceria com a empresa de software ITCode que vai permitir aos visitantes do nosso site usufruírem de uma aplicação web que lhes permite controlar as calorias consumidas a cada refeição, as calorias gastas em exercício, o saldo obtido e ainda a relação com os objectivos previamente estipulados. Para isso, basta inscreveres os teus dados – sexo, peso, cintura, etc – na aplicação Mover+, depois fazeres o registo dos teus consumos calóricos e dos tipos de exercício que vais fazendo para saberes se estás a perder ou a ganhar peso. Podes definir objectivos temporais e a aplicação irá controlando se estás no bom… ou no mau caminho. Coloca os teus objectivos bem alto… e supera-os! E, já agora partilha essa conquista com as tuas redes sociais através de um simples clique. A disponibilização da aplicação Mover+ no site da Sport Life insere-se numa estratégia de promoção de uma vida saudável. Vive de forma (ainda mais) saudável… com a tua Sport Life!

Cada vez que realizamos um crunch abdominal, i.e., uma flexão do tronco sobre a coxa, estamos a activar muscularmente os músculos da parede antero-lateral do abdómen (MPALA) (recto abdominal, oblíquos e em menor intensidade o transverso do abdómen), o quadricípete (Q) e o músculo psoas-ilíaco (PI). Se quisermos aumentar a participação dos músculos abdominais devemos realizar uma flexão coxo-femural e colocar pernas apoiadas num banco, paralelas ao solo e coxas na vertical. Deste modo, conseguimos encurtar os músculos Q e PI e assim diminuir a participação dos mesmos na execução do exercício. Por outro lado, se eu realizar o mesmo exercício, com pernas esticadas no solo, e pés apoiados, por exemplo, num espaldar, o exercício torna-se menos direccionado apenas para os músculos abdominais, em virtude da maior participação dos Q e do PI. Querem aumentar intensidade do vosso exercício abdominal? Não fixem os pés em nenhum local e coloquem-nos a 90º de flexão, por exemplo, apoiado num banco ou sem apoio.

Referência bibliográfica:

Pezarat-Correia P., Pascoal, G. (1994). Parede Abdominal – Caracterização Anatómica e Funcional, Edições FMH, Cruz Quebrada

Exercícios - Sentado ou Pé? Eis a resposta!

Domingo, 23 Dezembro 2012 20:56

Actualmente a lombalgia (dor na zona lombar) é um dos problemas músculo-esqueléticos mais prevalentes, prevendo-se que 70-80% da população, pelo menos uma vez na vida, sofre de dores lombares.

Para as prevenir ou evitar uma reincidência, para além do correcto treino de reforço muscular e de flexibilidade, convém dar particular atenção à execução correcta dos exercícios e a determinados “pormenores”, tais como: realização dos exercícios em pé ou sentado?

Ao contrário do que o senso comum nos poderia indicar a posição em pé, desde que o individuo mantenha as curvaturas fisiológicas durante a execução do exercício, é menos lesiva para a nossa coluna e exige uma menor carga de compressão dos discos intervertebrais da zona lombar (Nachemson, 1975) e (Pinto, R. (2006). Cinesiologia e Musculação, Artmed Editora, 78).

Este maior carácter lesivo da posição sentada deve-se ao facto de:

1) nesta posição as nossas curvaturas fisiológicas da coluna não estão 100% fisiologicamente mantidas;

2) há uma rectificação da coluna lombar;

3) há uma maior relaxamento abdominal não permitindo uma tão eficaz estabilização da zona lombar.

Concluindo, da próxima vez que algum amigo no ginásio vos procure corrigir quando estiverem a realizar o exercício de bicípite manguito em pé, contrariem-no e ajudem-no também ele a proteger a sua coluna!

Em pé ou sentado? Em pé!

Quero emagrecer! Qual o treino mais eficaz?

Quarta, 02 Janeiro 2013 22:53

O treino de musculação é eficaz para perder massa gorda?

A resposta a esta questão é claramente sim! A junção do treino com resistências ao treino cardiovascular  representa uma vantagem adicional nas alterações da composição corporal. Inúmeros estudos científicos o comprovam, como o estudo de Wallace (1997), que comparou  um grupo de controlo, que realizava treinos de 60’ (30’ de bicicleta e 30’ de passadeira, 60-70% Fc reserva) e um grupo experimental que realizava o mesmo treino cardiovascular combinado com treino com resistências (8 exercícios, 4 séries de 8-12 reps) e verificou que o segundo grupo perdeu nas 14 semanas do estudo mais massa gorda do que o grupo de controlo (6,92% Vs 1,36%).

 

Outra noção actual é a de que as formas tradicionalmente prescritas de treino de musculação e de treino aeróbio têm efeitos equivalentes na perda de gordura corporal, sendo que a musculação tem a vantagem de permitir uma manutenção ou aumento da massa muscular e da taxa metabólica de repouso (relacionada com número de calorias que o nosso organismo gasta em repouso). Adicionalmente o treino de força aumenta a oxidação de gorduras pós-treino (Gillette et al., 1994).

 

Sumarizando, o emagrecimento promovido pelo treino de musculação iguala (podendo em alguns casos superar) o promovido pelo treino aeróbio, o que alicerça a conclusão de que o treino mais eficaz para a perda de massa gorda deve combinar treino cardiovascular (intervalado e de média/ alta intensidade) e treino de força (com cargas não muito baixas).

 

 

Referências:

Wallace et al. (1997). Effects of cross-training on markers of insulin resistance/ hyperinsulinemia. Med Sci Sports Exerc 29, 1170-1175

Gentil P. (2010). Quebrando mitos e mudando paradigmas, Sprint Editora, Rio de Janeiro

Pág. 1 de 10

nas Bancas

Instagram

Videos Sportlife

You need Flash player 6+ and JavaScript enabled to view this video.