SportLife

Segunda, 04 Abril 2016 23:20

HIIT, Alta intensidade queimagorduras

HIITClaro que já ouviste falar destes métodos como os maiores queimadores de gordura, no entanto nem tudo são maravilhas. São métodos que apresentam muitas vantagens mas desde logo não são indicados para pessoas que se estão a iniciar.

 

Para tirar o máximo partido destes sistemas é necessário dispor de adaptações ao treino muito exigentes, tanto a nível muscular e articular, como fisiológico. Os programas de HIIT ou Tabata podem ser articularmente agressivos para pessoas em baixo de forma.

 

Evita-os nas primeiras etapas. No entanto, é muito boa opção apostar progressivamente no trabalho de potência. O trabalho de alta intensidade está cada vez mais defendido pelos últimos estudos, inclusivamente em pessoas com obesidade. O seu benefício na queima de gorduras encontra-se no consumo calórico pós-exercício, ou seja as calorias consumidas uma vez terminado o exercício.

 

Este tipo de estímulos provoca um custo metabólico muito elevado, quanto maior a intensidade maiores são as calorias queimadas em repouso. Podes e deves integrar nos teus treinos alguma sessão onde alternes períodos de cargas elevadas com fases de recuperação, é o que se denomina um interval training ou contínuo variável. Uma opção muito interessante é realizá-lo em bicicleta ou elítica: alterna vários minutos a uma intensidade exigente que te obrigue a alcançar uma sensação de fadiga para posteriormente incluir um período de carga muito leve para realizar uma recuperação ativa. Repete várias vezes até completares a tua sessão. O ideal é que se mantenha uma relação de 3:1 ou 3:2, sempre o período de carga mais amplo que o de recuperação.

Comentar


Código de segurança Actualizar

nas Bancas

Instagram

Videos Sportlife

You need Flash player 6+ and JavaScript enabled to view this video.