SportLife

Corrida
Quinta, 26 Dezembro 2013 23:30

Vê como correr e corrige

Publicado em Corrida

Ninguém é perfeito e a correr também não, mas se identificares as tuas falhas será mais fácil corrigi-los e aproximares-te do padrão ideal de corrida. Identificámos as formas incorretas de correr mais comuns. running news

 

 

Demasiado atrás

Há corredores que vão muito “sentados”, com o peso muito atrás, uma passada demasiado avançada e as coxas baixas. Ao fazer este tipo de corrida vai-se produzindo um encurtamento muscular e o próprio encurtamento favorece este estilo.

- Deves tentar estender bem as pernas atrás em cada passada, alongar diariamente o psoas, os quadricípetes e os glúteos (sobretudo o piramidal). Trata de te inclinar de forma consciente para a frente quando corres.

 

 

Ombros descaídos

São corredores que parece que vão cansados, com os pés muito baixos, os ombros descaídos e os braços muito pouco ativos com um movimento curto que não ajuda a passada. Costuma ocorrer nos que começam a correr em adultos e nunca fizeram nada de técnica ou nas fases finais de uma corrida longa. Para que estão a andar.

- Experimenta correr com uma passada mais alta, elevando os joelhos e as coxas, flectindo mais os braços e levando-os de forma nítida para a frente e atrás com cada passo.

 

 

Encurvado

O contrário dos que correm demasiado para trás, há corredores que baixam a cabeça, inclinam o tronco para a frente e vão dando passadas longas e forças. Costumam ser pessoas altas e/ou de peso elevado.

- Pensa que tens uma corda a puxar a tua cabeça para cima e para trás, leva os ombros conscientemente para trás e concentra-te em dar os passos mais curtos e frequentes. Puxar a bacia para a frente também dá resultado.

Domingo, 22 Dezembro 2013 22:18

Grande dia de trail no Espichel

Publicado em Corrida

O I Trail Sport Life Cabo Espichel foi um sucesso e o dia esteve perfeito para os quase 400 atletas que se deslocaram até à Azoia para praticar corrida em trilho num local com condições únicas para esta prática desportiva. Apesar do frio, o sol não esteve ausente e ajudou a aquecer os atletas que tinham pela frente 10, 15 ou 30 km de trail running, competitivo ou em lazer. Agraciados com umas vistas fabulosas deu para todos os atletas cumprirem os seus objetivos e darem a volta ao cabo Espichel.trail sport life

Desportivamente, resta lembrar que os três primeiros classificados do trail 30km foram:

1 Rui Luz, 2:22:23

2 Carlos Coelho, 2:24:35

3 Paulo Silva Lopes, 2:26:02

 

As três primeiras senhoras foram:

1 Amélia Costa, 2:54:56

2 Salete Tavares, 2:56:10

3 Carmen Pires, 3:00:32

 

No trai 15km a geral foi:

1 Tiago André Arvelos, 1:00:43

2 Joao Diogo Piteira, 1:00:44

3 Cesário Morgado, 1:03:36.

 

As três primeiras senhoras foram:

1 Carla Cristina, 1:23:05

2 Claudia Baião, 1:24:54

3 Raquel Sacchetti, 1:28:27

 

Durante o dia de amanhã contamos colocar as fotos na página de facebook da SPORT LIFE:

https://www.facebook.com/Revista.SportLife

Sexta, 29 Novembro 2013 04:43

Corrida perfeita

Publicado em Corrida

A corrida é um gesto mecanicamente cíclico onde o corpo ‘persegue’ o centro de gravidade e tenta que este não desça. Por isso todo o sistema musculoesquelético está constantemente em ligeiro desequilíbrio e com tendência para cair.runnersfeet xs

 

De forma muito resumida poder-se-ia dizer que o trabalho consiste em ‘não cair para a frente’. Mesmo que não se perceba durante a corrida o corpo experimenta acelerações contínuas. O corredor desacelera na primeira parte do contacto com o solo e acelera na segunda parte. O objetivo está em conseguir a aceleração na fase do impulso e evitar desaceleração e queda do centro de massas no amortecimento.


Correr bem é uma questão de eficiência mecânica, isto implica que os ângulos das alavancas ósseas (entre si e em relação ao terreno) permitam uma velocidade elevada ou um consumo de energia reduzido a uma velocidade determinada. Em muitas situações o sistema cardiovascular tem um limite mas a mecânica pode ainda melhorar muito mais. Estudar a nossa mecânica de corrida vai permitir-nos melhorar o rendimento e evitará padrões incorretos que facilitem as lesões e que a tornem a corrida deficiente.


A corrida é um gesto motriz em que intervêm 3 sistemas mecânicos: o sistema de suporte, que são os ossos das alavancas e dos estabilizadores passivos como as vertebras, discos e complexos articulares; os músculos estabilizadores situados geralmente num plano mais profundo e finalmente os grandes músculos motores que geram movimento.

 


Vê o artigo completo na Sport Life 141 de dezembro, pág.50

Quarta, 13 Novembro 2013 10:28

O método 30-20-10

Publicado em Corrida

A forma mais rápida de progredir

 run30 20 10

Este método serve tanto para os que estão a começar como para os que já têm experiência a correr e baseia-se na eficácia das mudanças de ritmo. Não é nenhuma invenção, os suecos já há décadas que praticam o fartlek, que significa “jogo de ritmos e distâncias”, nas suas corridas de orientação no meio natural. No seu caso era o meio que ditava as próprias mudanças de ritmo (subidas, zonas técnicas, etc.) e eles mesmos comprovaram a espetacular melhoria de forma que atingiam, comparando com corredores de corrida contínua. Com base neste princípio, ordenamos as mudanças de ritmo para teres um maior controlo da situação.

O esquema a seguir

- Aquecimento de 10 minutos começando muito suave. É importante que seja assim, muitas vezes começamos a correr a um ritmo muito próximo do de rodagem e devemos começar mais devagar e ir progredindo ligeiramente a partir do minuto 5 ou 10.

- Intervalos 30-20-10: 30” a ritmo suave +20” a ritmo de rodagem 10km + 10” sprint forte. Estes intervalos repetem-se de 3 a 5 vezes.

- Descanso a andar 2 minutos.

- Intervalos 30-20-10, com 3 a 5 repetições também, consoante o teu nível.

- Retorno à calma com 5 minutos de trote suave mais alongamentos.

Pág. 2 de 17

nas Bancas


Videos Sportlife

Title: Desafio CrossFit WOD 4
You need Flash player 6+ and JavaScript enabled to view this video.