SportLife

Corrida
Quinta, 27 Abril 2017 09:12

Tenha uma meta clara quando corre

Publicado em Corrida

Depois dos três primeiros conselhos, aqui ficam mais quatro para as pessoas interessadas em correr (e não só). Um deles é termos um objetivo claro, pois só assim conseguiremos ter uma meta a alcançar.nova epoca

“Segue um objetivo claro”
O melhor modo de motivar-se é ter um objetivo bem definido. Pode ser o de fazer uma determinada maratona, o de melhorar os seus valores dos 5 km ou o de tentar perder 6 kg antes da próxima época balnear. Ter um objetivo em mente fará com que cumpras os treinos com mais facilidade.

“É melhor ser constante do que corajoso” 
Se reúnes ambas as qualidades, melhor, mas o mais importante, quando começas a correr, é que sejas regular. Não faz sentido passares a semana inteira sem mexer, chegar ao domingo e correres 15 km. Procura obter dois ou três momentos de treino ao longo da semana e respeite-os. Por outro lado, é importante que não fiques obcecado. Se um dia não podes cumprir o treino, procura esforçar-te um bocadinho mais da próxima vez e fique por aí!

“Para melhorar a tua forma, aposta nos pesos”
Se pretendes levar a corrida mais a sério ou se desejas um desenvolvimento harmonioso do teu corpo, é recomendável introduzires no treino sessões de musculação com halteres. Na corrida é trabalhado sobretudo os músculos da parte posterior das pernas (isquiotibiais, gémeos e glúteos), por isso é conveniente que potencies os quadríceps (músculos da parte anterior das coxas) para teres um desenvolvimento muscular equilibrado e evitar lesões.
Ter um quadríceps potente ajuda a função dos ligamentos do joelho e liberta-o de tensões. Não te esqueças da musculatura da zona posterior se queres ganhar mais potência. Também deves fazer abdominais e exercícios de braços.

“Melhor acompanhado...”
Se correres com uma pessoa ou com um grupo, terás mais dificuldade em “escapar-te” e cumprirás a rotina com mais facilidade. É importante eleger pessoas com um nível semelhante ao teu, apesar de também ser fácil sincronizar ritmos muito diferentes.

Quinta, 27 Abril 2017 09:06

Conselhos para começar a correr (e não só)

Publicado em Corrida

Muitas vezes é complicado começar a correr, por este ou aquele motivo. Hoje vamos oferecer conselhos para tornar o teu desejo em algo concreto. A primeira parte aqui fica…

compressão

 

“A pouco e pouco vamos sempre mais longe”
Se queres ir progredindo deves aumentar a intensidade à medida que melhoras. No entanto, é importantíssimo que esta progressão seja muito gradual. É muito comum sentires-te bem e depois descobres que a sua base não é, afinal, suficiente. Se castigares o teu corpo e o fizeres muito depressa, corres o risco de lesionar-te. Recomendamos que aumente a distância e/ou a intensidade da corrida de 3 em 3 semanas até alcançar o seu objetivo.

 

“Treina-se melhor em tempo do que em distância”
Enquanto te impões distâncias concretas para correr, ultrapassas os teus limites e não “ouves” teu corpo; acabas por perceber que não corres os quilómetros previstos e passas a correr mais depressa do que devias. Quando estás a começar é importante que construas uma boa resistência à base de aguentar algum tempo a correr, sem se importar tanto com a distância que consegues fazer nesse período de tempo. Mais adiante, com essa resistência, poderás aguentar velocidades mais elevadas. Quando saíres é melhor saber que tens de fazer 40 minutos de corrida do que imaginar que tens de correr 8 km.

 

“Sem descanso não há progresso”
Seja um atleta experiente ou um principiante, a alternância de esforços e o descanso é uma das chaves para a melhoria. Uma boa tática para combinar as intensidades é fazer um dia duro seguido de um dia suave (e, por vezes, descansar no terceiro dia). Nestes dias o seu corpo recupera e tem a oportunidade de adaptar-se a um novo esforço. Um corpo que é constantemente submetido a sobrecargas não melhora tanto como um que recebe a recuperação adequada, além de estar mais sujeito a lesões. Nos níveis mais elevados de corredores, a causa principal de fracasso é o excesso de treino. Por esta razão, dê também ao sono a importância devida. Trate de descansar pelo menos 8 horas por dia. 

Terça, 18 Abril 2017 14:12

Todas a correr contra o cancro da mama

Publicado em Corrida

A 12.ª edição da «Correr, Marchar ou Caminhar por uma Causa», agendada para o dia 21 de maio, em Lisboa, foi apresentada esta terça-feira. Tanto o organizador do evento, Carlos Móia, como a madrinha da prova, a eterna Rosa Mota, deixaram um claro recado: a importância do rastreio.sport mulher

 

 

Na primeira edição da «Correr, Marchar ou Caminhar por uma Causa» (então com outro nome…), Portugal apresentava, segundo Carlos Móia, os seguintes números: 13 mulheres recebiam a notícia de que tinham cancro da mama e quatro morriam. Tudo num dia. Após 11 edições, os números continuam praticamente os mesmos, uma prova de que a mensagem não está a passar.

 

Por isso, mais do que promover a corrida de 5 km entre as Docas e a Torre de Belém, num percurso paralelo ao rio Tejo, Carlos Móia pediu para a comunicação social alertar para estes números.

 

«É importante dizer que é necessário fazer o rastreio, que não há motivos para ter medo da morte. As mulheres têm de aparecer nos rastreios. A importância desta prova é a vida.»

 

Ao longo de 11 edições, cerca de 180 mil mulheres já correram a «Correr, Marchar ou Caminhar por uma Causa», prova que tem como objetivo a angariação de fundos para a compra de aparelhos de rastreio do cancro da mama. No total, cerca de 700 mil euros foram entregues à Liga Portuguesa Contra o Cancro.

 

Até ao momento, 10 mil mulheres já estão inscritas para o evento, que termina as suas inscrições nas 15 mil inscritas. Como é habitual, e algo que acontece desde a primeira edição, Rosa Mota vai estar presente, já que é a madrinha da corrida.

 

«Esta corrida é por uma causa muito grande e nobre. Estou aqui com a mesma garra e paixão da primeira edição. O que posso apelar a todas as participantes e mulheres é que têm de fazer o rastreio, não devem ter medo do resultado.»
Não devem ter medo do resultado porque, dos seis mil casos detetados por ano, há uma taxa de sucesso de 95%. Simplesmente porque ainda foram a tempo da recuperação…

 

A corrida deste ano contará com o cantor Emanuel no palco da partida, às 10h00, meia-hora antes da festa começar. Em termos competitivos, destaque para as presenças de Gladys Cherono (Quénia), campeã mundial de Meia-maratona de 2014, vice-campeã mundial de 10 mil metros em 2013 e vencedora da Meia-maratona de Roma deste ano, e Filomena Cheyech Daniel (Quénia), terceira colocada na recente Maratona de Paris, onde venceu em 2014, e segunda classificada na «Correr, Marchar ou Caminhar por uma Causa» em 2014 e 2015. Nota ainda para Doreen Chemutai (Uganda) e Fatna Maraoui (Itália) e as portuguesas Cláudia Pereira e Vanessa Fernandes.

 

De referir que a prova deste ano conta com várias figuras públicas que fizeram questão de se juntar a causa, como são os casos de Adelaide Sousa, Maya, Mónica Sintra, Nucha, Paula Marcelo e Mónica Sofia e as bloggers Patrícia Coriel, Mafalda Galamas, Andreia Calisto e Margarida Santos, por exemplo.

Terça, 11 Abril 2017 12:44

Últimas 10 dicas para correr mais rápido e melhor

Publicado em Corrida

Os conselhos para ganharmos segundos durante uma prova continuam. Depois dos anteriores 20, chegou a vez de terminarmos com este verdadeiro "ovo da Páscoa", cujo brinde será um melhor tempo pessoal na próxima prova.pisos dbp01941

 

 

Afaste-se da linha da frente
A não ser que seja um dos mais rápidos, colocar-se na linha de saída pode ser contraproducente. O ideal é situar-se um pouco mais afastado dos primeiros atletas. Desta forma evitará ser empurrado e poderá correr ao seu ritmo sem que ninguém o incomode. Com isto ganhará 10 a 20 segundos.

 

Siga o caminho
Tente correr pela zona lateral da pista, sem mudar de posição, pois a zona poderá estar congestionada de pessoas. Evite o centro das ruas, porque geralmente é onde se aglomera a maior parte dos atletas. Com isto poderá ganhar entre 5 a 10 segundos.

 

Elabore uma estratégia
Regra geral deverá começar devagar as provas e acabar mais rápido. Mas nas provas mais curtas com a da mini maratona (cinco a dez quilómetros)
pode tentar arrancar com um pouco mais de velocidade e fazer um esforço maior. Pode ganhar entre 10 a 15 segundos.

 

Corte caminho
Não siga exactamente a linha do percurso, mas também não saia dela. Pode cortar caminho se decidir passar pelo interior das curvas em vez de as
contornar em toda a sua extensão. Assim evitará correr mais. Ganhará entre 8 a 10 segundos.

 

Olhe alto
Se tiver outros atletas à sua frente olhe para os ombros deles e não para os pés. Ser-lhe-á mais fácil manter a sua posição, não se desequilibrará, nem acelerará demasiado. Pode ganhar entre 3 a 5 segundos.

 

Tenha uma expressão tranquila
Tente manter uma expressão tranquila durante toda a prova, pois irá ajudá-lo psicologicamente. O seu corpo não se sentirá tão cansado e evitará a tensão acumulada desnecessariamente nos músculos da cara. Com isto ganhará entre 5 a 10 segundos.

 

Evite os engarrafamentos
Evite ao máximo os grandes aglomerados. Junto aos locais de apoio há tendência para uma maior concentração de atletas. Tente matar a sede ou
repor as energias em zonas mais calmas. Ganhará entre 5 a 10 segundos.

 

Beber de forma prática
Assim que conseguir uma garrafa de água, a forma mais cómoda de a beber é apertá-la na parte superior, de modo a que ela não saia em forma de jacto. Poderá melhorar o seu tempo em 3 segundos.

 

Seja amigo das subidas
Encare as subidas como algo positivo. Devemos pensar que conseguimos chegar ao ponto mais alto na melhor forma física. Ganhará 2 a 5 segundos
por subida.

 

Chegar à meta
Quando estamos nesta fase, devemos lembrar-nos de todo o tempo que conseguimos ganhar durante o percurso e fazer um último e derradeiro
esforço ao chegar à meta. Com esta atitude podemos ganhar entre 1 a 2 segundos.

 

Pág. 1 de 26

nas Bancas

Instagram

Videos Sportlife

You need Flash player 6+ and JavaScript enabled to view this video.