SportLife

Corrida
Sexta, 24 Março 2017 12:44

Falar enquanto corro é bom?

Publicado em Corrida

12dicascomearcorrer mkz00741Devemos fazer algum tipo de exercício moderado por semana, mas como saber se é um nível elevado, moderado ou baixo demais?

O exercício feito a uma intensidade moderada é mais benéfico para o coração e deveria incluiir 60 a 70% da tua atividade desportiva semanal.

 

A maneira mais exata de calcular qual o nível de exercício moderado no teu caso é fazer uma prova de esforço, mas podes usar um modo mais prático e atualizado (serve também para um dia que estiveres doente ou com stresse) é falar enquanto corres.

 

Se conseguires manter uma conversa mais ou menos fluida, sem te sentires ofegante, pode ser considerada uma atividade moderada. Mas cuidado com estes dados, se notares que a tua pulsação não acelera a dificuldade pode estar baixa demais o que não estimula o coração de maneira efetiva e não pressupõe benefícios cardíacos.

Atividade moderada sim, mas não em demasia porque pode não estar a fazer efeito!

Sexta, 17 Março 2017 18:57

Como é a tua passada na corrida?

Publicado em Corrida

compression socksDizemos-te, passo a passo, como ter a passada perfeita. Para correr mais e melhor!

As pernas dividem a sua ação em três fases:

 

Impulso: a perna de impulso tem que chegar quase à extensão completa para aproveitar bem a energia. Enquanto isso, a outra perna deverá subir pela ação dos flexores da anca e estender com os extensores dos joelhos procurando o chão para fazer o apoio. Receção: a seguir, enquanto a perna recetora se prepara para apoiar-se no chão e amortecer a queda, a outra perna terá que recuar rapidamente, colocando o calcanhar debaixo do glúteo. Nesta fase a perna tenta que a perna que se encontra recuada não fique demasiado atrás.

Mudança de perna. A fase de transição entre as duas anteriores. Logo que a perna de apoio chegar ao chão e tiver amortecido a queda, deve evitar afundar-se no chão e deve  pisar de modo reativo para impulsionar de novo o quanto antes e voltar à fase aérea. A outra perna, nesse mesmo lapso de tempo, deverá ter-se mexido rapidamente para colocar-se novamente em modo de ‘ataque ao solo’.

 

PÉS

Os pés aterram no solo com a zona média (terço anterior do pé). Se aterras de calcanhar podes ter a longo prazo problemas articulares: e apoiar com o metatarso causa problemas a nível muscular, principalmente nos gémeos. A linha imaginária traçada pelos nossos pés deve seguir uma espécie de elipse: no impulso o pé deverá impulsionar-se com os dedos fazendo uma extensão completa do tornozelo.

 

Na receção o pé deve ser reativo. Pisar com força e tensão em todos os músculos e tendões do pé e do tornozelo. E conseguir, quando o pé estiver em contacto com o solo que responda com força e impulsione rapidamente (reduzir o tempo de contacto com o solo).

 

Na mudança de perna: enquanto o pé estiver no ar, devemos recolhê-lo, ou seja, colocar a ponta do pé para a frente e não o deixar relaxado que, se fosse esse o caso, ficaria orientado para baixo. Recolher o pé irá ajudar-nos numa melhor receção e impulso.

Quinta, 16 Março 2017 15:17

#OfertaSPORTLIFE » Saucony ISO Freedom

Publicado em Corrida

s17 m freedomiso throttleshortAs sapatilhas Saucony ISO Freedom causam a sensação que podemos correr para sempre, muitos quilómetros seguidos sem sentir nenhum desconforto. Prometem revolucionar o ano de 2017, sendo sérias candidatas às sapatilhas do ano. Esta novidade em sapatilhas, à venda desde março, são um verdadeiro objeto de desejo para todos os Runners.

 

Fizemos recentemente um teste às sapatilhas Saucony ISO Freedom e descobrimos uma nova forma de correr: liberdade na zona do calcanhar, um sítio sensível para os corredores. O drop de 4mm e o peso de apenas 230g aumentam o conforto da sapatilha. Uma maravilha nos pés.

 

Mas, como somos generosos, queremos dar a um dos nossos leitores a oportunidade de ganhar umas sapatilhas iguais às nossas, no valor comercial de 180 euros. :)

 

Para te habilitares, basta escreveres na caixa comentários aqui em baixo uma frase a responder a esta pergunta muito direta: «Até onde irias com as tuas ISO Freedom da Saucony»? Podes participar até dia 26 de março, às 00h00.

 

Valem apenas as frases que forem colocadas na caixa de comentários deste artigo.

 

A frase mais inspirada (escolhida pela redação!) leva as sapatilhas para casa! Boa sorte!

 

Esta é uma #ofertaSPORTLIFE! A primeira de muitas!

Participa!

Sexta, 10 Março 2017 17:17

8 dicas para começar a correr

Publicado em Corrida

correr123

A corrida invade os parques, jardins e as ruas de Portugal. Mesmo assim, às vezes é difícil juntarmo-nos a esta tendência saudável, principalmente porque de início o treino é muito duro. Estes 8 conselhos vão fazer a diferença quando começas a correr!

- Compra umas boas sapatilhas: é o que mais interessa no teu equipamento nesta fase. Aconselhamos-te que faças uma análise da passada adequada, com um podologista e especialista e que vás a lojas especializadas das diferentes marcas onde te expliquem qual o tipo mais correto de sapatilhas para o uso que lhes dás, em função também da tua passada e do teu peso.

 

- Encontra o teu ritmo: muitas vezes, a última vez que corremos foi quando éramos pequenos e quando começamos a correr o nosso corpo repete o mesmo esquema de atividade de antigamente. Devemos adaptar-nos ao que somos hoje em dia (já não somos miúdos), sendo fundamental correr a um ritmo muito suave, para que o nosso corpo se vá habituando pouco a pouco e o aparelho respiratório não entre em colapso pelas grandes exigências de energia que lhes estamos a pedir.

 

Aprende a ter uma boa postura: a anca une o tronco e as nossas pernas e transmite o peso do corpo aos joelhos e tornozelos. Em função da sua posição, criamos mais ou menos impacto nas nossas articulações e podemos lesionar os joelhos e as costas. A postura adequada é colocar a anca com uma ligeira retroversão, ou seja, trazer as costas ilíacas para trás e ativar o abdómen para equilibrar a bacia para a frente. Esta posição não deve ser muito acentuada, mas devemos sentir a ativação do abdómen para apoiar o tronco.

 

- A força tem igual importância: passamos muitas horas sentados e a nossa musculatura vai enfraquecendo. Isto torna a corrida num esforço superior a preparação que os nossos músculos têm. Devemos treinar para compensar a falta de força e adaptação ao movimento, o que é principal causa de lesão quando corremos.

 

- Objetivos alcançáveis: outro problema importante é não encontrar objetivos realistas. Isto acontece quando começamos a correr e logo a seguir queremos fazer uma meia maratona. A probabilidade de lesões é maior. É importante ter paciência e dar tempo ao corpo para se habituar à atividade. Cada aprendizagem na corrida permite desenvolver determinadas capacidades e ao saltarmos este passo podemos não adquirir essa capacidade motora. Dá tempo ao tempo e acompanha o teu corpo nesta aventura.

 

- Chega ao fim com vontade de continuar: durante os primeiros meses não acabes o treino só quando estiveres exausto. Desfruta e quando fores correr 20-25 minutos seguidos, vai aumentando o tempo para os 30 minutos. Não aumentes a intensidade até correres de forma confortável.

 

Alonga depois do treino: deves aquecer ao início, mas no final é fundamental que alongues. Os alongamentos relaxam a musculatura e ajudam à recuperação do músculo. Por isso, procura uma série de alongamentos de todo o corpo e fá-los sempre por uma ordem especifica para não te esqueceres. O mais fácil é realizá-los por ordem ascendente ou descendente do corpo. Este passo é fundamental para prevenir lesões. Procura um grupo de corrida: de início vais encontrar inúmeras desculpas para não ir correr. Pode ser uma opção interessante procurar um grupo com o qual te comprometas o que te ajudará no inicio, poder-te-á orientar e inclusivamente corrigir a postura.  

Pág. 1 de 25

nas Bancas

Instagram

Videos Sportlife

You need Flash player 6+ and JavaScript enabled to view this video.